Seguradora pode recusar a pagar a indenização do seguro automóvel?

16 de junho de 2019

Dicas

Neste artigo, vamos comentar sobre alguns aspectos legais do seguro automóvel e como proceder em caso de sinistro. Quando ocorre um evento causador de prejuízo que está dentro da cobertura, é hora de receber a indenização do seguro. Mas será que existe a possibilidade de a seguradora se recusar a pagar esse valor?

Aspectos legais do seguro

O seguro, entre outras características, é um contrato bilateral, oneroso, solene, aleatório, de boa-fé, etc.. Traduzindo, as partes, segurado e seguradora, têm obrigações e deveres assumidos na proposta do seguro que irá se traduzir numa apólice. 

No entanto, o simples pagamento do valor do seguro para a seguradora não obriga a mesma a indenizar o segurado em caso de sinistro. 

Se não quiser ter problemas com a seguradora, evite algumas situações como informações cadastrais divergentes. Dentre esses, estão o CEP de pernoite, idade ou perfil de utilização diferente do informado na proposta.

Por exemplo, tem gente que diz que possui garagem, mas o carro fica rua. Também há quem deixe de informar que jovens abaixo de 25 anos também dirigem o veículo. Esses são apenas alguns dos pontos.

Ainda têm outras questões atreladas a infrações de trânsito, como não ter carteira de habilitação ou estar com o documento vencido. Dirigir com nível alcoólico acima do permitido é mais um problema na hora de pagar a indenização do seguro.     

Aqui vai uma dica valiosa: ao contratar um seguro, leia atentamente suas condições gerais, principalmente, o item riscos não cobertos e riscos excluídos. Sempre que alterar algo relacionado ao uso do veículo,veja com seu corretor sobre a necessidade de comunicar a seguradora.

Em caso de sinistro, o que devo fazer para receber a indenização do seguro?

O primeiro passo é entrar em contato com a seguradora assim que possível. É importante notificá-los de que, a partir daquele momento,você dará início ao processo de análise para posterior pagamento da indenização.

Será necessário tomar algumas providências como acionar a Assistência 24h para chamar um guincho, caso necessário. Também devem ser tomadas medidas de proteção do veículo e seus pertences de forma a evitar que os prejuízos aumentem.

Quando não houver vítimas, é possível fazer o boletim de ocorrência de acidente de trânsito pela Internet. Procure anotar dados de terceiros envolvidos.Caso a responsabilidade da ocorrência seja sua, é preciso esperar a autorização da seguradora. Somente após isso, essa outra pessoa deverá entrar em contato com o agente para providências de reparo no veículo dele.

Para receber a indenização do seguro, é necessário ligar para a seguradora para avisar do sinistro. Aí, deverá informar dados dos veículos envolvidos, data, hora, local e descrever como aconteceu o evento. Se essa for a situação, também pode ser preciso solicitar orientação de como proceder para disponibilizar o veículo para a constatação dos danos. 

Com isso, o aviso de sinistro já está feito e o processo de análise terá início. Depois de tomadas as medidas emergenciais, seu corretor de seguros pode ajudá-lo nessa questão por estar habituado a essas situações.

O terceiro foi culpado e não tinha seguro

Você deverá proceder da mesma forma, atentando-se a descrever no boletim de ocorrência quem foi o causador do evento.Numa situação como essa, a seguradora dará sequência na análise com base nas informações prestadas.

Se for constatada a cobertura do sinistro, o único prejuízo do segurado será pagar franquia para o seu veículo. E aí ele conseguirá a indenização do seguro. Saiba mais sobre quando usar a franquia clicando abaixo:

Para que serve a franquia no seguro auto?

Situações como essa, infelizmente,têm altas chances de acontecer, pois somente cerca de 50% da frota de veículos possui seguro.A seguradora irá atrás dos ressarcimentos dos prejuízos por ela incorridos. Ela sub-roga-se nos direitos que competiam ao segurado até o limite da indenização do seguro.

Ou seja, aquele que for responsabilizado por um acidente de trânsito e não possuir seguro para o seu automóvel será acionado na justiça pela seguradora. É importante também não fazer qualquer acordo com o terceiro sem o consentimento da seguradora

O segurado que quiser reaver o valor pago pela franquia deve entrar, por sua conta, na justiça de pequenas causas ou outra.  Então, é isso, ao conduzir um veículo é importante saber dos seus direitos assim como das suas obrigações

Se eu pegar uma inundação , estou coberto pelo seguro? Quer saber? Só clicar ao lado!

Gostou do conteúdo? Ficou com dúvidas? Entre em contato com conosco que teremos o prazer em esclarecer aquilo que deseja saber.

 

bemsegurocomvc

A bemseguro.com.vc é o resultado do sonho de um grupo de executivos do mercado segurador. Desenvolvemos um ambiente cooperativo e meritocrático, privilegiando o cliente ao negócio. Para nós, o cliente deve ser perene e recorrente, gostamos de construir relações de longo prazo.


Join the Discussion