Planejamento sucessório: como funciona e quais seus benefícios?

4 de novembro de 2017

Seguro

Por mais que uma família tenha se planejado financeiramente para deixar seus dependentes confortáveis com as despesas por um tempo, nada é igual a um bom planejamento sucessório. 

Um bom planejamento pode ajudar a economizar tempo e dinheiro, além de evitar os altos custos de um inventário que consome de 30% a 40% do patrimônio e demora anos para ser concluído.

Além disso, garante que os bens sejam partilhados de acordo com a vontade de quem construiu o patrimônio. Para entender como isso é feito, continue lendo este post que vamos mostrar quais são as formas de realizar um!

O que é planejamento sucessório?

É a transferência do patrimônio familiar para os herdeiros legais ou não. Assim, os bens podem ser distribuídos de acordo com a vontade do detentor. O planejamento sucessório pode ser tanto familiar quanto empresarial.

No primeiro caso, os bens continuam na família sem burocracia. Mas, se os herdeiros não estiverem preparados para assumir o negócio ou for uma sociedade maior, um planejamento empresarial garante a compra das cotas dos filhos de um dos sócios.

Quais são os instrumentos que podem ser utilizados?

Existem algumas alternativas para realizar um planejamento sucessório e proteger seu patrimônio. Vamos falar das 5 mais comuns. Confira!

Seguro de vida

Como o seguro de vida não entra em inventário, a contratação de um plano para possibilitar a liquidez no caso de um falecimento é uma boa ideia. Outra vantagem é que o contratante escolhe os beneficiários que não precisam ser herdeiros diretos.

Um produto desses também pode ajudar a sucessão empresarial. Neste caso, quem receberia o pagamento do benefício seria a própria empresa, o que possibilita a compra das cotas dos filhos ou esposa do sócio que se foi e redistribuição.

Previdência privada

Os planos de previdência privada também não entram em inventário e são um pouco diferentes do seguro. São planos de acumulação, isto é, toda a reserva acumulada rende juros. 

Lembre-se de pesquisar as opções que existem no mercado, pois as condições, como taxa administrativa, variam de empresa para empresa.

Escrow accounts

O Escrow é um instrumento pouco conhecido ainda. É muito usado em compra de empresas ou transferências. Significa depósito com função de garantia.

O depositante vincula um bem a uma condição. Exemplo: imóveis que serão transferidos para alguém caso ele venha a falecer. Por isso, ele também pode ser usado na sucessão.

Fundos de investimentos fechados

Com um fundo fechado é possível colocar todo o patrimônio de herança e estabelecer cotas para os herdeiros. É mais indicado para quem tem quantias grandes, porque ele tem custos de manutenção.  

Trust

O Trust é uma espécie de contrato firmado entre duas pessoas em benefício de um terceiro. Uma pessoa pode transferir seu patrimônio para um administrador até que aconteça algo com ele e o administrador passe isso para os beneficiários.

Sua natureza é bem flexível, sendo possível estabelecer algumas regras na gestão desse patrimônio. No entanto, ainda não há no Brasil uma legislação específica para o Trust. Por isso, é importante ter cuidado na hora de contratar.

 

Como vimos, é muito mais fácil fazer o planejamento sucessório do que a maioria das pessoas pensa e existem vários mecanismos e instrumentos que podem ajudar.

Quer saber mais sobre este e outros assuntos ligados à proteção financeira? Assine nossa newsletter e receba tudo isso periodicamente em seu e-mail!

bemsegurocomvc

A bemseguro.com.vc é o resultado do sonho de um grupo de executivos do mercado segurador. Desenvolvemos um ambiente cooperativo e meritocrático, privilegiando o cliente ao negócio. Para nós, o cliente deve ser perene e recorrente, gostamos de construir relações de longo prazo.


Join the Discussion